Um grito é instintivo, nasce dentro e manifesta-se fora. Agita partículas e, às vezes, muda realidades. O grito urge para expressar o que não pode ser dito de outra forma. No silêncio de uma imagem, um grito.

Teresa Santos